VINIL COLANTE ARTE ATAQUE MANIFESTO

Archive for the ‘Uncategorized’ Category

O MURO DO REI

In Uncategorized on 10/06/2011 at 5:33 PM


MURO DA ESCOLA DE FUTEBOL DO REI PELÉ

Projeto realizado no muro da Escola de Futebol do Rei Péle, na Avenida Conselheiro Nébias, 627 em Santos-SP. A recuperação do espaço e a construção da obra de 72 metros quadrados, foi elaborado pelos artistas: Colante, Paulo Consentino e Fixxa.

Para este trabalho, foi utilizada uma das técnicas mais antigas da Arte Urbana, o estêncil. Pouco se sabe sobre a origem exata deste artifício, mas há registros dela antes do ano 500 d.C. em países orientais de cultura milenar como o Japão e a China. Os fenícios, inclusive, já faziam moda com estêncil, produzindo os primeiros tecidos estampados da história.

Este trabalho vem em forma de homenagem ao histórico ataque do time da Vila Belmiro, Santos Futebol Clube. Uma foto histórica e não creditada de Dorval, Mengálvio,Coutinho, Pélé e Pepe, foi utilizada como referência.

O estêncil dos jogadores mede 5 X 2,50 metros, a maior obra já feita com esta técnica por Colante.

Confira as fotos e outras imagens aqui!

Anúncios

UNIVERSIDADE DO GRAFITE

In Uncategorized on 10/06/2011 at 5:33 PM


FILME – UNIVERSIDADE DO GRAFITE
Por Cláudio Brasil

Com a proposta de familiarizar cada vez mais o público jovem com a Arte Urbana e evidenciar as principais vertentes da cultura de rua, é que surge, através de uma linguagem dinâmica e irreverente o projeto educacional Universidade do Grafite. Um filme que apresenta a Arte Urbana Contemporânea de maneira didática, por um ângulo totalmente diferenciado, mostrando técnicas e criações do grafite em intervenções usando spray, estêncil, adesivos, lambe-lambe e aerosolgrafia.

Idealizado e realizado pelo multimídia e professor universitário Vlaidner S. de Lima, o filme faz um passeio pelos novos segmentos do expressionismo urbano, evidenciando o processo de criação de maneira descontraída, desde a idéia até a execução final da obra. Uma visão inovadora que divulga uma tendência que ganha, cada vez mais, fôlego nos meios de comunicação, deixando para trás uma barreira que não condiz mais com a atual realidade cultural: a arte urbana está ganhando espaço em museus, em galerias de exposições e, agora, invade as universidades, propondo novas percepções criativas e uma maior identificação com o pensamento juvenil.

Totalmente produzido com a participação de voluntários, alunos e acadêmicos da área de comunicação social, Universidade do Grafite mescla, harmoniosamente, signos auditivos e visuais. Segundo Vlaidner, esse vídeo faz parte de um processo ainda maior. Representa apenas uma pequena introdução à Arte Urbana. Uma ferramenta que vêm com a sugestão de aproximar os jovens, servir de entretenimento e passar a idéia de que a Arte pode transformar quando associada com cidadania. Por fim passar lições de vida. “A Arte Urbana está aí. Ela existe e nunca vai acabar. E nada melhor do que plantar a consciência de que pode ser feita de uma maneira limpa, que não agride e nem deixa feio quando colocadas em lugares apropriados”. – explica o autor.

A trilha sonora dessa produção audiovisual é um outro diferencial que dá autenticidade a essa emergente cultura do asfalto. Composta por bandas e produtores de Santos e Guarujá, a musicalidade percorre desde o rap metal passando pelo som regional com poesias caiçara, até a alternativa e mundial música eletrônica, como consta na faixa “Poseidon”, do produtor musical Ricardo Lara, mais conhecido como VJ Spetto.

Vinhetas, tomadas de câmera e a criação de personagens coloridos desenhados em caixas de papelão, feitos exclusivamente para esse projeto, completam a atmosfera do vídeo, que contou com a participação da artista e produtora Aline Benedito. “O filme apresenta um conjunto. Na verdade nós não queríamos mostrar simplesmente o Grafite. Porque hoje em dia, ele se desmembrou, acabou virando apenas um dos itens da chamada Arte Urbana, que envolve várias outras linguagens. Queríamos mostrar como ela é feita e como ela é apresentada. Dar referências positivas deste tipo de manifestação”. – complementa Aline.

A aplicação de conhecimentos gráficos, de edição e sonoplastia, as entrevistas e contato com os músicos das bandas e os artistas convidados se convergiram numa apresentação que pretende desmistificar o lado negro atribuído a Arte Urbana, lado negro este que não existe, fato já percebido há tempos pelos muitos expoentes dessa forma de expressão.

Sinopse:

Universidade do Grafite faz um passeio pelas novas linguagens da Arte Urbana Contemporânea. O filme mostra o processo de criação, desde a idéia até a execução final da obra, utilizando técnicas como estêncil (stencil), adesivos (sticker), aerosolgrafia (spray paint) e lambe-lambe (poster). Estas formas de intervenção urbana foram logo assimiladas pelos grafiteiros e, são fenômenos que chegaram com o desenvolvimento da tecnologia digital, que por sua vez espalhou essas técnicas rapidamente pelo mundo com a evolução dos meios de comunicação.

Nota:

Todos os artistas, elenco, autores e músicos que participaram neste filme são das cidades de Guarujá e Santos, Litoral do Estado de São Paulo – Brasil

Direitos Autorais:
Filme didático com venda proibida. Cópia autorizada para fins educacionais.

Ficha Técnica:
Duração: 50 minutos
Idioma: Português
Áudio: Português
Regiões: Todas
Sistema de cor: NTSC
Som: Doldy Digital Estéreo
Filmado na Cidade do Guarujá
Formato de Gravação: Mini DV

6h de Gravação
50h de Edição
Universidade do Grafite
Uma Reflexão Visual e Auditiva
Santos-SP – Brasil – 2007
Escrito e dirigido por Vlaidner S. de Lima.

Trilha Sonora
Emerson Pinheiro – Jangadeiro e os Caiçaras – Playground – Radiola Santa Rosa – Sabão em Pedra – Spetto – Zahar

Artistas Convidados
Bazane yo – Colante – Fixxa – Halanz – Leo – Primos – Tatiana SS

MACUMBARTE

In Uncategorized on 19/09/2010 at 3:29 PM

MACUMBARTE – ESTAÇÃO IMAGINÁRIO
Por Tatiana S. Santos

Nesta última sexta-feira, mesmo cansada, estive e não me arrependo nem um pouco, num evento super bacana na antiga Cadeia de Santos, hoje Oficina Cultural Pagu. A entrada era apenas 1kg de alimento não perecível!

Vários artistas que estão começando mostraram muita sensibilidade, senso crítico e o mais importante: poesia. Uma mistura de grafite, pintura, desenho à mão, vídeos e uma série de outros elementos utilizados para interagir com o expectador das obras.

Eu, que adoro desenhos e poesia, fiquei extasiada, pois já tinha perdido minhas esperanças em jovens criativos da baixada. Para minha alegria, eles me surpreenderam principalmente pela percepção que têm do mundo. Uma perceção feminina. Pronto, agora os machões vão me lascar de críticas. A temática das obras teve muito a ver com a nossa ligação com o mundo. Ligação afetiva e instintiva.

Uma dor e um questionamento sobre um possível desligamento com a Terra, o que ocorre atualmente em nossos tempos tão dedicados ao trabalho, ao lazer do consumo e raramente dedicados ao nosso interior e origem. Além do mais, a exposição foi uma prova de que a verdadeira essência do artista não está apenas em antender a demanda do mercado, a fuçar no Corel Draw, a fazer milagres no Photoshop, a ser diretor ou estagiário de criação.

Artista é o espeto na mente a que Sócrates se referia, eu digo que artista é o alfinete na bunda dos incomodados e mais, é o que não nos deixa parar, desistir. A arte é o que impulsiona o homem, é ela quem o lembra de si, dos medos, desejos e sonhos. É loucura, mas sem perder a consciência. É sim, contradição, mas que leva a algumas certezas.

Ai que bons eventos esses…

FICHA TÉCNICA

MACUMBARTE – BRASIL – 2007
EXPOSIÇÃO MULTIMÍDIA ESTAÇÃO IMAGINÁRIO
Local: Oficina Cultural Pagu (Cadeia Velha)
Praça dos Andradas s/ n° – Santos-SP / Brasil
Entrada 1kg de alimento não perecível

Artistas Convidados:
Colante – Fixxa – Érico Bomfim – Shel – Tom Pira – Hugo – Ghori – Piui – Thago – Shesko – Jerri Rossato – Magiac – Fabiano Lokinho – Verso33 – Primos – Vela

DJ Sets e Shows:
DJ Pesado – Sabão em Pedra (Hip Hop Fuzion)

Confira as fotos e outras imagens aqui!